+
home ask faq web
"Talvez você não entenda essa coisa de fazer o mundo acreditar que meu amor não será passageiro, te amarei de janeiro a janeiro, até o mundo acabar."
por isso eu amo sem medo
»

× THEME BY

posted on January 11, 2014 + 9 months ago
reblog - 727,269 notes [via/source]

posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 50 notes [via/source]

posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 124 notes [via/source]

Imagina que perfeito, o Marlon falando pra Alice: ‘tive que cruzar o Brasil inteiro pra descobrir que a felicidade estava perto de mim’, e dá um beijo nela… ai ai judriguetes piram…


posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 30 notes [via/source]

posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 7 notes [via/source]

posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 24 notes [via/source]

helomicnatica:

Que lindos ♥ shippo muito! :3


posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 113 notes [via/source]

A Inglaterra é um país pequeno, e nem sempre houve espaço para enterrar todos os mortos. Então, os caixões eram abertos, os ossos tirados e encaminhados ao ossuário, e o túmulo era utilizado para outro defunto. Às vezes, ao abrir os caixões, percebiam que havia arranhões nas tampas, do lado de dentro, o que indicava que aquele morto, na verdade, tinha sido enterrado vivo. Assim, surgiu a ideia de, ao fechar os caixões, amarrar uma tira no pulso do defunto, tira essa que passava por um buraco no caixão e ficava amarrada num sino. Após o enterro, alguém ficava de plantão ao lado do túmulo durante uns dias. Se o indivíduo acordasse, o movimento do braço faria o sino tocar. Assim, ele seria “saved by the bell”, ou “salvo pelo gongo”, como usamos hoje.


posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 13,292 notes [via/source]
Ensurdeci, com o grito que você não deu.
× nevou.    (via sabedoriaoculta)

posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 955 notes [via/source]
A gente alonga a história, nem que seja para dizer que chorou. Porque terminá-la, colocar um ponto definitivo, é duro demais. A gente vira dor para não virar fim.
× Tati Bernardi  (via sabedoriaoculta)

posted on November 7, 2013 + 11 months ago
reblog - 12,424 notes [via/source]
Me ame quando eu menos merecer, pois é quando eu mais preciso.
× Provérbio Chinês. (via devastos)

posted on July 4, 2013 + 1 year ago
reblog - 27,916 notes [via/source]

Momentos bons e ruins fazem parte da vida. A diferença é que um marca e o outro ensina! - Bàh


posted on April 17, 2013 + 1 year ago
reblog - 0 notes

Demorei, mas tá postado, kkkk’. Passou bastante tempo, só pra ter uma movimentação na web, espero que vocês entendam, nós planejamos tudo, muita coisa vai acontecer… Bom é isso… Beijoooosss, gatênhas…

/ gabiii

(não curti muito o capítulo que escrevi, mas tive que deixar assim, foi meio que uma introdução e uma explicação para os próximos capítulos)


posted on April 11, 2013 + 1 year ago
reblog - 0 notes

Capítulo 122

- Por Aliara -

Nem podia acreditar, minha vida não poderia estar melhor. Daqui há duas semanas começaria a faculdade dos meus sonhos (história), estava namorando o homem dos meus sonhos e, pra completar a felicidade, tinha feito as pazes com as minhas melhores amigas.

- Vamos pra cozinha? - sugeriu Aline, nada melhor que fazer as pazes comendo besteira e fofocando

- Certo, mas antes vou falar com Nich. - avisei, dando um sorriso apaixonado

(Só lembrando, tinha voltado ontem do hospital, passei a noite com Nicolas. Agora era mais ou menos meio dia, acabei de acordar e eu e as meninas fizemos as pazes.)

- Te esperamos lá. - sorriu Amy, ao ver minha cara de boba apaixonada

Fomos para o corredor; as duas entraram na cozinha e eu no meu quarto. Nicolas estava sentado na cama, de calças, colocando os sapatos.

- Acho que vou precisar da minha blusa. - ele falou, me olhando, já tinha esquecido que estava vestida com sua camisa

- Mas é tão confortável. - fiz bico, de brincadeira, choramingando

- Eu preciso. - Nich riu, começando a desabotoar a peça de roupa em mim, sentia sua mão abrindo cada botão e fazendo leve cócegas em mim, depois parou e me encarou - Melhor parar, vou me sentir tentado a ficar.

- Então fica. - pedi me segurando em seu pescoço

- Amanhã eu volto. - ele avisou rindo - Além disso a Aline não gosta de mim, muito menos aqui dentro do quarto com você.

- Ela não liga mais pra isso. - choraminguei, os momentos que eu estava passando eram perfeitos demais, tinha medo que ele fosse embora, e tudo isso acabasse, parece incrível demais pra uma menina como eu

- Não fica assim não, morena. Além disso eu quero falar com os moleques e fazer as pazes. - se explicou

- Certo, depois nos falamos. - disse dando um leve selinho em seus lábios

- Quero um beijo de verdade. - Nicolas me puxou dando um longo beijo, e que beijo (!!!)

Depois entreguei a blusa dele e coloquei um vestido, o levei até a porta e nos despedimos. E eu segui para cozinha, pra passar um tempo com as meninas. Aline estava no fogão, colocando algo no forno.

Passamos o resto do dia conversando e brincando, apesar de termos ficado somente dois dias brigadas, eu já estava com saudades. Amy contou da confusão que estava sua mente, desde o término com o Guilherme, e Aline falou brevemente o quão magoada estava por causa do Marcos.

Mas antes de dormir veio uma questão: onde estava a Nessy? A última vez que tínhamos visto nossa loira, foi a quatro dias atrás, eu ainda estava no hospital e a expulsei.

Ligávamos no celular, deixávamos mensagem de texto e de voz, mas nada, ela não nos atendia. Aqui na cidade ela somente nos conhecia, e estava sem dinheiro. Onde ela poderia estar?

~~

Tinha passado exatamente uma semana.

Meu namoro não poderia estar melhor; Nicolas era um príncipe, extremamente fofo e lindo, tudo era perfeito, era até estranho acreditar como tudo estava correndo tão bem.

(O único problema era a leve implicância das meninas com ele, que acabava fazendo com que ele só ficasse no meu quarto ou no porão.)

Faltava uma semana para nós três começarmos na faculdade, e os meninos voltarem pra deles (eles estavam no terceiro ano), estava tudo preparado. E eu e a Aline começamos a procurar emprego (se bem que ela estava bem mais aplicada, já que eu só tinha ido procurar uma vez).

Mas o grande problemas era a nossa caçula, a Nessy. Há dez dias ela estava sumida, e todas estávamos muito preocupadas. Eu precisava dar um jeito de encontrá-la, estava me sentindo extremamente culpada, porque eu tinha brigado com ela, e a afastado de todos.

Fui acordada de manhã pela Aline, ela tinha ido em um escritório, finalmente conseguiria o emprego que tanto queria. Fiquei muito feliz por ela, guerreira do jeito que era, merecia tudo de bom. Logo Nicolas chegou, e eu já tinha meu plano em mente.

- Bom dia, coisa linda. - ele disse me dando um longo beijo

- Bom dia. - sorri, ao terminarmos de nos beijar - Te sujei de batom. - comentei limpando o canto dos seus lábios

- Eu não ligo. - ele riu - Vamos sair?

- Sim. Procurar a Nessy. - falei já pegando minha bolsa, estava pronta

- Vocês gostam de se perder.

- Mas dessa vez é diferente. Ela tem só 16 anos, é perigoso.

-E você tem 17, a Amy tem 17, e a Aline 18. Praticamente não muda nada. - Nicolas gargalhou

- Para de ser bobo, eu to preocupada.

- Tudo bem, vamos lá, eu te ajudo. - ele disse abrindo a porta do meu quarto

Passamos pela sala, percebi um clima de desconforto entre a Amy e o Gui. Eu daria meu jeito de juntá-los, eles eram tão fofos e se amavam tanto, era injusto ficarem separados. Mas faria isso depois, agora eu tinha outro objetivo. (eu e meus planos, que na maioria das vezes eu não tinha tempo de por em plano)

- Onde vocês vão? - Guilherme perguntou enquanto passávamos

- Caçar a Nessy. - sorri

- Vamos com você. - Amy praticamente berrou, era nítido seu desespero ao ficar sozinha com ele

- Ah, vamos chamar o Marcos também. - Nicolas sugeriu

Atravessamos a rua, na direção da casa dele. A porta estava aberta então entramos, mas a cena que vimos não foi boa: Marcus estava deitado no sofá, se agarrando com alguma vadia.

Fui um pouco pro lado, pra enxergar quem era, até que veio o choque. A menina era a Nessy.


posted on April 11, 2013 + 1 year ago
reblog - 0 notes

Hey amores!!! O próximo capítulo da web vida já tá planejado, vou digitar e postar pra vocês :3

/gabii


posted on April 11, 2013 + 1 year ago
reblog - 0 notes